Prefeitura de Birigui abrirá processo seletivo para assistente social e psicólogo educacionais


Dando continuidade às ações de apoio às unidades escolares e pensando no avanço da aprendizagem dos alunos da rede municipal de ensino, a Secretaria Municipal de Educação lançará nas próximas semanas um edital de processo seletivo para as funções de Assistente Social Educacional e Psicólogo Educacional.

A medida se insere dentro do projeto de reestruturação das políticas educacionais do município, iniciado no atual governo municipal, e visa prestar maior apoio aos gestores, docentes e, sobretudo, aos alunos. A atuação da equipe multiprofissional ocorrerá de modo a assegurar resolução das demandas escolares.

O prefeito Leandro Maffeis comentou com entusiasmo essa importante ação, salientando que apesar de todas as dificuldades, o investimento no ser humano deve ser priorizado. “A proteção social e a saúde emocional são indispensáveis para que os alunos consigam um bom desempenho nas escolas”, afirmou.

“Estamos preparando um Núcleo de Alfabetização e agora teremos a oportunidade de contar com o assistente social e psicólogo educacionais nas escolas. Sinto que, aos poucos, com o apoio de toda a sociedade, estamos construindo o alicerce para um projeto educativo cada dia mais sólido”, completou Maffeis.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Iládia Cristina Marin Amadio, esses profissionais atuarão de forma itinerante, acompanhando casos individuais, familiares e institucionais que afetem a qualidade do processo de ensino e aprendizagem.

ASSISTENTE SOCIAL EDUCACIONAL

O Assistente Social Educacional buscará contribuir com a garantira do direito de acesso e permanência do aluno na escola. Para isso, atuará na acolhida, na escuta qualificada dos sujeitos escolares, no fortalecimento dos vínculos da escola com a comunidade e, sempre que preciso, intervindo nos casos de inclusão de alunos com deficiência e na prevenção às situações de violência e violação dos direitos infantis.

A secretária Iládia destaca, ainda, que o Assistente Social Educacional além de estar presente nas escolas e propor programas e projetos com foco na comunidade, fará visitas domiciliares e institucionais ao Conselho Tutelar, CRAS, CREAS e às unidades de saúde, buscando interagir com diferentes instâncias.

“Será um trabalho junto às comunidades e alunos. Não temos nenhum interesse numa atuação distante das demandas diárias das escolas. Nosso intuito é criar um modelo de equipe multiprofissional que seja parte da escola, em todos os sentidos”, observou Iládia.

PSICÓLOGO EDUCACIONAL

Sobre o trabalho do Psicólogo Educacional, a secretária esclarece que o enfoque será a superação das dificuldades de aprendizagem das crianças, tendo como ponto de partida a criação de planos e estratégias de intervenção ligadas à psicologia da aprendizagem e do desenvolvimento.

“Não será, em nenhuma hipótese, um atendimento clínico, de gabinete. A função do Psicólogo Educacional será de agir no contexto escolar, aplicando instrumentos de avaliação diagnóstica, mediando conflitos, combatendo estigmas e preconceitos, fazendo encaminhamentos para serviços de saúde, entre outros”, completou Iládia.

Tags

buttons=(Aceito) days=(20)

Este site usa cookies do Google para personalizar anúncios e analisar o tráfego. Isso é feito para garantir que você tenha a melhor experiência possível ao acessa-lo. Saiba mais
Accept !